Buscar
  • Ricardo Welbert

Centro-Oeste de Minas tem 5ª morte por dengue em 2022

Caso ocorreu em Carmópolis de Minas; Nova Serrana é 2º município com mais casos prováveis


Mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença (Foto: Agência Brasil)

Mais uma morte registrada no Centro-Oeste de Minas teve como causa confirmada a infecção por dengue. A informação consta em boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde na quarta-feira (6). O caso ocorreu em Carmópolis de Minas. Com a atualização, a região passar a ter cinco mortes pela doença em 2022.


1️⃣ Participe do grupo de notícias 1 da MAIS! no WhatsApp


O documento divulgado pelo Estado também tem informações sobre casos prováveis de dengue, chikungunya e zika. São 7.296 casos prováveis de dengue no Centro-Oeste de Minas, o que indica 206 casos suspeitos a mais na comparação com o boletim anterior, que registrou 7.090 casos prováveis da doença.


🤳Siga a MAIS! no Instagram

🤳Curta a MAIS! no Facebook


Sobre os casos prováveis de chikungunya, a região está com 75 registros. Sobre a zika, há três registros de casos prováveis.


Cidades


Piumhi tem 1.764 casos prováveis de dengue. O município segue com o maior número de casos na região. Em seguida, aparecem Nova Serrana, com 1.380; Luz, com 735; e Bom Despacho, com 542 casos prováveis da doença. Há mortes registradas em Itaúna, São Roque de Minas, Oliveira, Piumhi e Carmópolis de Minas.


2️⃣ Participe do grupo de notícias 2 da MAIS! no WhatsApp


Até dia 5 de julho Minas Gerais registrou 87.035 casos prováveis (notificados, exceto os descartados) de dengue. Deste total 52.097 casos foram confirmados para a doença. Trinta óbitos foram confirmados e outras 53 mortes são investigadas até ao momento.


Em meio a tantos vírus em circulação, saiba como identificar sintomas de dengue (Foto: Agência Brasília)

Com informações do "G1"

0 visualização0 comentário