Buscar
  • Ricardo Welbert

Chuvas: Autoridades pedem colaboração à população em Nova Serrana


Secretário Antônio Oliveira e comandante Moacir Souza durante entrevista à Mais FM (Foto: Poliana Amaro)

Parte da população de Nova Serrana não tem colaborado com as autoridades públicas no enfrentamento aos efeitos da chuva. Pior que isso, algumas pessoas têm se empenhado em prejudicar o quadro em diversas situações, com consequências ruins a elas próprias e a outros moradores. É o que afirmaram nesta terça-feira (11) à MAIS! o secretário de Trânsito, Defesa Civil e Transportes, Antônio Oliveira, e o comandante da Guarda Municipal, Moacir Souza.


Participe do grupo de notícias da MAIS! no WhatsApp


Oliveira explica que Nova Serrana tem alguns pontos críticos por causa das fortes chuvas que há semana castigam Minas Gerais, mas ainda sem casos graves - a exemplo do que ocorre em outros munícios mineiros. Segundo ele, isso se deve a ações em parcerias com órgãos como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Guarda Municipal e outros.


Antônio Oliveira afirma que muita gente tem divulgado informações falsas (Foto: Poliana Amaro/Mais FM)

A maioria dos chamados para atendimentos a ocorrências de danos consequentes das chuvas partem de bairros que resultaram de invasões de terrenos. Um exemplo citado é o Mont Serrat, perto do batalhão da PM, que tem barrancos aos fundos. Santa Maria, São Geraldo, Novo Horizonte e Nogueira também são pontos críticos.


"Antes desse temporal, a Defesa Civil já fazia essas vistorias em locais de risco. A gente está indo a esses lugares e alertando a população a sair. Já montamos um ponto de apoio na Escola Estadual Maria do Carmo da Fonseca, onde estamos dando um aporte com colchões e alimentação, até que se resolva essa questão", diz o secretário.

Oliveira pede que as pessoas que morem em locais de risco não fiquem à espera da chegada de alguma equipe da Defesa Civil para deixar seus imóveis com risco de inundação, erosão ou desabamento. "Saiam logo! Depois resolvemos a questão de bens. O importante é o abrigo".


Guarda Municipal


Moacir Souza explica que alguns moradores retiram sinalizações instaladas (Foto: Poliana Amaro/Mais FM)

Já o comandante da Guarda Municipal disse que o órgão tem fechado parcial ou definitivamente alguns trechos considerados como áreas de risco. Acrescentou, porém, que algumas pessoas não respeitam as sinalizações instaladas ou até removem as placas e faixas que indicam a proibição de trafegar pelos locais com impedimentos.


"Acaba que a gente perde tempo tendo que voltar aos locais para sinalizar de novo. Tempo que poderia estar sendo usado para salvar a vida de alguém Precisamos do apoio da população. Senão isso pode gerar um transtorno legal muito grande caso a pessoa seja identificada como autora da infração", disse Souza.

Assista a um trecho da entrevista





109 visualizações0 comentário