Buscar
  • Ricardo Welbert

CPI apura indícios de irregularidades em gastos da Secretaria de Educação de Divinópolis

Compras de notebooks e playbolls estão na mira; Prefeitura fala em preços compatíveis


Brinquedo foi comprado para escolas de Divinópolis por preço unitário de R$ 9.990 (Foto: Divulgação)

Uma CPI foi aberta na Câmara de Divinópolis para apurar indícios de irregularidades na compra de notebook e de mais de 120 unidades de um brinquedo no valor total superior a R$ 1,2 milhão pela Secretaria Municipal de Educação. A Comissão Parlamentar de Inquérito vai analisar documentos e ouvir testemunhas sobre compras feitas em dezembro de 2021.


1️⃣ Participe do grupo de notícias 1 da MAIS! no WhatsApp

2️⃣ Participe do grupo de notícias 2 da MAIS! no WhatsApp


Em março deste ano o vereador Ademir Silva (MDB) denunciou que foram identificados custos mais altos que o normal dos notebooks adquiridos para a Educação. A Prefeitura, segundo ele, pagou mais de R$ 4 mil por computadores que custariam, em média, R$ 2,5 mil cada um. O parlamentar afirmou que em dezembro do ano passado o Executivo gastou na Secretaria, ao todo, mais de R$ 30 milhões.


Já o brinquedo é o chamado "playball quádruplo". Esse item foi comprado, segundo a Prefeitura, para renovação dos parquinhos por ser "um equipamento completamente diferente de todos aqueles presentes nas escolas, com funções recreativas e pedagógicas bem definidas" e pode ser usado tanto na Educação Infantil, quanto no ensino fundamental.


Foram compradas 129 unidades no brinquedo no valor de R$ 9.990 cada. No total, para aquisição do playball quádruplo, foram investidos R$ 1.288.710.


Defesa


A Prefeitura de Divinópolis diz que a Secretaria de Educação realizou um investimento expressivo para adequar instalações que não eram renovadas há 20 anos e que os valores pagos mediante licitação são sempre compatíveis com preço de mercado.


Com informações do "G1" e do "Estado de Minas"



0 visualização0 comentário