Buscar
  • Jornalismo MAIS!

Cresce no Brasil o abate de frangos e de suínos, mas cai o de bovinos


País abateu 6 bilhões de cabeças de frango em 2021 (Foto: Agência Brasil)

Ao longo de todo o ano de 2021 o Brasil abateu 6.180.000.000 de cabeças de frango - praticamente 170 milhões de cabeças a mais do que em 2020. Essa é a maior quantidade já registrada desde 1997, quando o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) deu início à pesquisa trimestral do abate.


Participe do grupo de notícias da MAIS! no WhatsApp


Os números do órgão mostram que também aumentou no ano passado o abate de suínos, atingindo nível recorde. Foram 52.970.000, sendo 3.610.000 a mais em relação ao ano anterior.


Em contrapartida, segundo o IBGE, mantendo a mesma base de comparação (2020 versus 2021), o abate total de bovinos caiu 8%. Foram abatidas 27.540.000 animais do tipo no ano passado.


Um fato relevante, segundo o IBGE, explica parte da queda: a arroba está valorizada no mercado internacional, em um ciclo de alta, e o produtor tem evitado o abate, especialmente das fêmeas, para fins de procriação.


Para se ter uma ideia, o total de fêmeas bovinas abatidas ao longo do ano passado foi de 9 milhões, 310 mil cabeças, o menor resultado desde 2004.


Outro fato que também interferiu no abate de bovinos em 2021 foi a restrição imposta pela China, principal comprador desse tipo de carne do Brasil. Por constatar casos atípicos da “doença da vaca louca”, o gigante asiático embargou o produto de setembro a dezembro.


Com informações da "Rádio2"


2 visualizações0 comentário