top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Welbert

Divinópolis e Juiz de Fora empatam no 2º lugar entre municípios com mais casos de assédio eleitoral

Cada um dos municípios tem 26 investigações abertas; saiba o que é esse crime


Prática é caracterizada a partir de conduta abusiva que atente contra dignidade (Foto: Agência Brasil)

As cidades de Divinópolis e Juiz de Fora estão empatadas na 2ª colocação entre as que receberam maior número de denúncias de assédio eleitoral no interior de Minas Gerais. Os dados são do Ministério Público do Trabalho e referentes ao 1º turno das Eleições 2022.



De acordo com o MPT, cada um dos municípios tem 26 investigações em aberto. Em Minas, 300 apurações foram abertas a partir de denúncias de coação eleitoral em todas as regiões do estado.



Entre as unidades do MPT no interior do estado, as que mais receberam denúncias são as de Varginha (com 51 denúncias), seguida por Divinópolis e Juiz de Fora (26 denúncias cada) e Uberlândia (21 denúncias).



Os resultados da atuação do MPT já contabilizaram em mais de 20 Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) assinados e três Ações Civis Públicas (ACPs) ajuizadas.



De acordo com o MPT, a prática do assédio eleitoral é caracterizada a partir de “uma conduta abusiva que atenta contra a dignidade do trabalhador, submetendo-o a constrangimentos e humilhações, com a finalidade de obter o engajamento subjetivo da vítima em relação a determinadas práticas ou comportamentos de natureza política durante o pleito eleitoral”.


Com informações do "G1"

15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page