Buscar
  • Ricardo Welbert

Estudo mostra eficácia das vacinas contra covid-19 usadas no Brasil


Doses da vacina contra a covid-19 (Foto: Raquel Portugal/FioCruz)

Todas as vacinas contra o coronavírus usadas no Brasil (Pfizer, AstraZeneca, CoronaVac e Jansen) conferem grande redução do risco de infecção, internações e morte por covid. A informação está no boletim produzido pelo projeto "Vigivac", da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).


Considerando os casos graves de internação ou óbito, em pessoas com idade entre 20 e 80 anos, a proteção variou entre 83% e 99 % para todos os imunizantes. Na população abaixo de 60 anos, todas as vacinas apresentam proteção acima de 85% contra o risco de hospitalização, e acima de 89% para risco de óbito.


Participe do grupo de notícias da MAIS! no WhatsApp


As análises do projeto "Vigivac", coordenado pelo pesquisador Manoel Barral, da Fiocruz Bahia, foram realizadas entre janeiro e outubro deste ano, com informações individuais anônimas dos bancos de dados da Campanha Nacional de Vacinação contra covid-19, Notificações de Síndromes Gripais e Notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave.


A pesquisa, com informações detalhadas sobre cada imunizante, pode ser acessada na página da Fundação Oswaldo Cruz


Nesta sexta-feira (10), a Fundação informou que entregou mais uma remessa de vacinas covid-19. Foram liberados 2,8 milhões de doses, enviadas ao almoxarifado designado pelo Ministério da Saúde, para serem distribuídas aos estados. Com a entrega desta sexta, a Fiocruz alcançou a marca de 148,4 milhões de doses de imunizantes contra a covid, disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações, do governo federal.

5 visualizações0 comentário