Buscar
  • Jornalismo MAIS!

Gestantes terão que retornar ao trabalho assim que completarem o esquema vacinal contra a covid-19


Afastamento das funções laborais no ambiente profissional estava protegido pela legislação emergencial (Foto: EBC)

Gestantes terão de retornar à jornada de trabalho presencial após completar todo o esquema vacinal contra a covid-19. A medida foi determinada pelo presidente Bolsonaro por meio do projeto de lei aprovado pelo Congresso e sancionado pelo Executivo, que deve ser publicado nesta quinta-feira (10).


Participe do grupo de notícias da MAIS! no WhatsApp


O texto – que inclui as trabalhadoras domésticas – determina a volta ao trabalho presencial das grávidas depois de receber as duas doses das vacinas aprovadas no Brasil ou a dose única da Janssen.


O afastamento das funções laborais no ambiente profissional estava protegido pela legislação emergencial durante a pandemia e só permanece para a mulher grávida que não completou o ciclo de imunização.


A nova lei estabelece situações em que o expediente presencial é obrigatório, entre eles o encerramento do estado de emergência, se ela se recusar a receber a vacina, ou se houver aborto espontâneo.


No caso de não querer ser vacinada, a grávida terá de assinar um termo de responsabilidade e livre consentimento para o trabalho presencial.


O texto prevê situações especiais, como no caso de gravidez de risco em que não seja possível exercer atividades remotamente, nem com a mudança de funções, de acordo com as condições pessoais.


Com informações da "Rádio2"

2 visualizações0 comentário