top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Welbert

Incêndios florais continuam sendo combatidos em Minas; Pará de Minas tem fogo na Serra do Caracol

Queimar áreas verdes é crime e prejudica o meio ambiente e a saúde pública


Bombeiros no combate direto ao fogo (Foto: CBM/Divulgação)

Nesta quinta (18) e sexta-feira (19) o Corpo de Bombeiros atendeu a 84 chamados para combater focos de incêndios. Só em Belo Horizonte foram 16 chamados. Depois de três dias de trabalho, os brigadistas conseguiram controlar o incêndio no Parque Nacional da Serra da Gandarela.


As equipes começaram a trabalhar na segunda-feira (15) e controlaram as chamas na tarde desta quinta-feira (18). Trinta brigadistas foram mobilizados na operação. A área queimada não foi informada pelos bombeiros.


Além dos riscos materiais e humanos, queimadas afetam a saúde (Foto: CBM/Divulgação)


Pará de Minas novamente registrou muitos focos de incêndio nas áreas verdes durante a quinta. A Serra do Caracol, atrás do quartel da Polícia Militar e às margens da BR-262, queimou. Em alguns momentos as chamas foram vistas de longe. O tempo seco e quente ajudou a propagar as chamas.



À noite, matas nos bairros Santos Dumont, Jardim das Oliveiras e Cores de Minas foram destruídas por um grande incêndio. De acordo com informações colhidas no local, o incêndio nessas áreas foi criminoso.



Queimar áreas verdes é crime e prejudica não só o meio ambiente, mas também a saúde pública.


Equipes usam diversos materiais para combater chamas (Foto: CBM/Divulgação)


1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page