top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Welbert

Mulher morre após passar mal durante procedimento estético em clínica de Divinópolis

Clínica onde o caso ocorre tem como profissional responsável a biomédica Lorena Marcondes; saiba o que diz a defesa da profissional


Íris Dorotéia do Nascimento Martins passou mal e morreu após procedimento estético em Divinópolis (Foto: Reprodução de redes ociais)

A Polícia Civil em Divinópolis investiga a morte de Íris Dorotea Nascimento Martins, de 46 anos, que passou mal e teve uma parada cardiorrespiratória nesta segunda-feira (8) durante um procedimento estético em uma clínica na cidade. Ela foi socorrida pelo Samu, que informou que a paciente estava inconsciente e com parada cardiorrespiratória.



Os socorristas tentaram manobras de reanimação com uso de um desfibrilador e conseguiram reverter a parada após 20 minutos. Íris foi intubada e encaminhada à Sala Vermelha do Complexo de Saúde São João de Deus, também em Divinópolis. Depois ela foi transferida para o CTI, em estado grave. Segundo o hospital, a paciente morreu por volta das 20h20.



No prontuário médico da paciente consta que ela teve sangramentos em pequenos furos na região do abdome. O documento descreve que ela estava sendo submetida a um procedimento estético na clínica e questiona se tal procedimento era uma lipoescultura.


Investigação


A clínica onde o caso ocorre tem como profissional responsável a biomédica Lorena Marcondes, bastante conhecida por trabalhar com procedimentos estéticos. O estabelecimento fica na rua São Paulo e foi interditado pela Vigilância Sanitária do município,



Segundo o órgão, a clínica fazia procedimentos invasivos não declarados ao setor municipal. A diretora de Vigilância em Saúde, Érica Camargos, explicou que a profissional pode realizar no estabelecimento procedimentos minimamente invasivos. Tudo indica que não foi o que aconteceu.



Segundo a Polícia Militar, a biomédica responsável pela clínica, foi encaminhada à delegacia da Polícia Civil para esclarecimentos.


Defesa da biomédica


Em nota enviada à imprensa, a assessoria jurídica da biomédica afirma que:


"Nenhum erro ou má prática profissional ocorreu e que reações adversas ocorrem em qualquer intervenção no ser humano, tanto estéticas, quanto terapêuticas. A ocorrência de uma reação adversa e eventuais efeitos desagradáveis não tem vinculação necessária com um equívoco técnico ou inabilidade profissional, pelo contrário".

Com informações do "G1"

184 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page