Buscar
  • Jornalismo MAIS!

Operação contra quadrilha do ‘novo cangaço’ termina com 26 bandidos mortos em MG

Uma quadrilha do chamado “novo cangaço” (saiba o que significa esse termo mais abaixo) entrou em confronto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Militar (PM) e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) neste domingo (31). A ação ocorreu em um sítio nos arredores de Varginha, no Sul de Minas, e deixou 26 bandidos mortos, além de vários feridos.


Conforme a PM, esta é a maior operação realizada contra o novo cangaço na história do Brasil. Os criminosos estavam fortemente armados com pelo menos dez fuzis, uma escopeta calibre 12 e vários explosivos. Dentre as armas, os bandidos possuíam metralhadoras ponto 50, capazes de derrubar até aeronaves. Felizmente, nenhum policial ficou ferido.


'Novo cangaço'


É como têm sido chamados os grupos criminosos especialistas em assaltos a bancos e que atuam fortemente armados, com muita violência e fazendo muitos mortos. O “novo cangaço” é uma expressão antiga, que surgiu há mais de 30 anos, e é usada para definir quadrilhas deste tipo.


Em Minas Gerais, os crimes são praticados em cidades do interior do Estado, aterrorizando a população e, principalmente, trabalhadores de agências bancárias que, muitas vezes, são feitos reféns e têm familiares ameaçados.


O “novo cangaço” ganhou notoriedade com o aumento da repercussão deste tipo de crime, que também pode ser praticado em lojas de luxo. Os criminosos não chegam às cidades despreparados. As gangues surgem com armamento pesado e equipe treinada para a prática do crime.


Algumas quadrilhas são do próprio estado de Minas e outras realizam até rotas para assaltos e passam por diversos municípios.

10 visualizações0 comentário