top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Welbert

Polícia Civil identifica 16 empresas envolvidas em falsificação de sabão em pó no Centro-Oeste


Caixas falsificadas de OMO encontradas na investigação (Foto: Júlio César/G1)

Dezesseis empresas envolvidas em um esquema de distribuição e venda de sabão em pó falsificado no Centro-Oeste de Minas foram identificadas pela Polícia Civil. Entre os estabelecimentos estão supermercados, atacarejos e centros de distribuição. Alguns deles são apontados como firmas fantasmas.


Foram apreendidas 85 toneladas do produto falsificado. A ação contou com a colaboração dos setores de qualidade e do jurídico do fabricante do produto original, que trabalharam junto com policiais em Belo Horizonte, Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, Juatuba, Matheus Leme, Itaúna, Divinópolis, Nova Serrana e Oliveira, além das cidades de Vitória, Vila Velha e Cariacica, no estado do Espírito Santo.


Parte das caixas de sabão em pó falso apreendidas (Foto: PC/Divulgação)

De acordo com o delegado Weslley Castro, responsável pelas investigações, após a identificação de uma rede de supermercados que revendia o produto falso, os policiais encontraram anotações em um galpão onde era realizada a falsificação. Dessa forma, foi possível verificar os fornecedores e identificar a cadeia de distribuição e venda final do produto.


No decorrer das investigações, a Polícia Civil apurou que parte do material havia sido encaminhado ao estado capixaba após a deflagração da primeira fase da operação. Com apoio de investigadores do Espírito Santo foram apreendidas cerca de 25 toneladas do material em duas redes de supermercado de Minas Gerais e que atuam também naquele estado. Cerca de 200 toneladas de sabão em pó falsificado são apreendidas no Centro-Oeste


Segundo Castro, a empresa responsável pela fabricação do sabão em pó original tem apoiado as investigações e irá apresentar aos consumidores informações sobre como identificar produtos verdadeiros.


As investigações continuam, com o objetivo de encontrar os responsáveis por todas as empresas envolvidas no esquema e os núcleos responsáveis pelas criações de empresas fantasmas, notas fiscais frias e lavagens de capitais dentro das organizações.

Comentários


bottom of page