Buscar
  • Ricardo Welbert

Suspeito de furtar casa de luxo em Conceição do Pará é preso em Brasília

'Arrombador de casas de luxo' já tinha quase 30 indiciamentos por crimes contra o patrimônio só na capital federal


Parte das joias e semijoias apreendidas (Foto: PC/Divulgação)

Um homem de 56 anos e que teria furtado uma casa de alto padrão em Conceição do Pará foi preso em Brasília neste domingo (22) após uma ação em conjunto das polícias civis de Minas Gerais e do Distrito Federal. Com ele foram apreendidos dinheiro, cheques, notas promissórias, joias e semijoias.


1️⃣ Participe do grupo de notícias 1 da MAIS! no WhatsApp


De acordo com a Polícia Civil, ele tinha quase 30 indiciamentos por crimes contra o patrimônio apenas na capital federal. A suspeita é que ele cometia furtos em casas de luxo por todo o país. Ele já era conhecido pela Polícia Civil em vários estados como “arrombador de casas de luxo”.


2️⃣ Participe do grupo de notícias 2 da MAIS! no WhatsApp


As investigações começaram há cerca de um mês, depois que uma residência de alto padrão Conceição do Pará foi arrombada. Segundo a investigação, ele aproveitou que não havia ninguém em casa, furtou vários bens de valores próximos a R$ 100 mil e fugiu em um veículo que já esperava por ele.


Investigação


A Polícia Civil mineira instaurou um inquérito policiais e durante as investigações uma equipe policial de Pitangui apurou que o suspeito do crime seria o homem conhecido nacionalmente como “O arrombador de casas de luxo”.


Os investigadores descobriram que o homem estaria morando em Brasília. Por isso, foi pedido um mandado de prisão preventiva, que foi cumprido no domingo.


Parte dos itens apreendidos (Foto: PC/Divulgação)

Com o investigado os policiais civis apreenderam R$ 2.950 em dinheiro, 21 folhas de cheque no valor aproximado de R$ 120 mil, quatro notas promissórias de quase R$ 4 milhões, um óculos de grife, 248 joias, entre colares, anéis, brincos, braceletes, pulseiras, além de cinco relógios de grife e 56 semijoias diversas.


O homem foi encaminhado ao sistema prisional em Brasília e deverá ser transferido para uma penitenciária em Minas. As investigações continuam, para identificar outros envolvidos nos crimes.


Com informações do "G1"

261 visualizações0 comentário