top of page
Buscar
  • Foto do escritorRicardo Welbert

Suspeito de matar lutador de jiu-jítsu em Divinópolis se entrega à polícia

Imagens gravadas por câmera de segurança desmentem versão do autor do crime, diz Polícia Civil


Thiago Lopes Pereira, vítima do crime (Foto: Reprodução de redes sociais)

Um homem de 38 anos e que é suspeito de matar a facadas o lutador de jiu-jítsu Thiago Lopes Pereira em Divinópolis se apresentou nesta quinta-feira (8) à Polícia Civil na mesma cidade.


Durante depoimento o suspeito afirmou que agiu em legítima defesa para defender uma amiga, que teria sido agredida pelo lutador. Entretanto imagens de uma câmera de segurança analisadas pela Polícia Civil demonstram que não foi caracterizada legítima defesa.


O crime ocorreu no dia 22 de agosto em uma loja de conveniência no Centro. Na ocasião o lutador teria se envolvido em uma briga. O suspeito pegou uma faca e o atingiu.


De acordo com a polícia, o laudo pericial apontou que o golpe atingiu a lateral do peito da vítima. Com isso, o pulmão foi perfurado e o lutador não resistiu.



Diante dos indícios de crime, a Polícia Civil representou pela prisão temporária do suspeito, que foi aceita pela Justiça. O investigado já tinha vários antecedentes policiais e estava escondido na zona rural.


De acordo com o delegado responsável pelo inquérito, Marcelo Nunes, o procedimento tramita com prioridade e, tão logo concluído, será remetido ao Judiciário.


Depois o suspeito será indiciado por homicídio qualificado, pela impossibilidade de defesa da vítima, e por motivo fútil. A pena pode chegar a 30 anos de prisão.



A vítima do crime foi o lutador e faixa preta de jiu-jítsu, Thiago Lopes Pereira, conhecido como Paraíba. Ele foi morto a facadas em uma loja de conveniência em Divinópolis na madrugada do dia 22 de agosto.


Com informações do "G1"

3 visualizações0 comentário
bottom of page